Horário: Seg-Sex 08h00 às 17h30

comercial@trino.cnt.br (11) 4166-5303

Como Definir Capital Social

Definir com exatidão o valor do capital social não é tarefa tão simples

Iniciar um negócio, independentemente do ramo de atuação e do porte da empresa, sempre gera dúvidas e preocupações por parte dos empresários, que vão desde os trâmites para a abertura da empresa até a definição do capital social. O capital social significa o quanto será investido pelo empresário e sócios (se houver) na empresa ao iniciar suas atividades. Ela é a quantia bruta necessária para tirar a empresa do papel e arcar com os gastos iniciais que a mesma terá e os investimentos em equipamentos, locação, funcionários, contas fixas entre outras despesas recorrentes.

Em suma, o capital social é o valor disposto inicialmente para que a empresa seja aberta, ou seja, ela ainda não está lucrando, apenas recebendo investimentos para se manter aberta. Dentre as aplicações que esta quantia deve ter para as empresas, destacamos a compra de equipamentos e materiais de uso diário, contratação de funcionários e fornecedores, automóveis para transporte (se necessário), aluguel do ponto físico (se houver), capital de giro, etc.

Obviamente, o uso do capital social varia de acordo com o segmento, setor, porte e necessidades de cada empresa. Uma indústria, por exemplo, requer um capital social muito maior do que uma micro empresa. Apesar de a maioria dos empresários fazer um estudo prévio sobre o quanto a sua empresa irá custar inicialmente para sair do papel, definir com exatidão o valor do capital social não é tarefa tão simples. Por isso, separamos algumas dicas para lhe ajudar nessa decisão!

 

Baseie-se no plano de negócios

Todo início de uma empresa, seja ela micro, pequena ou grande empresa, necessita de um plano de negócios, ou seja, todas as especificações relativas a estrutura, operações, processos, atividades, entregas, pessoal, localização, logística, entre outras. Por isso, ele é a diretriz do empresário sobre o quanto, em média, a empresa irá precisar para se manter de pé sem ainda estar lucrando. Pense que esse é o valor que a empresa terá será para pagar as contas, equipamentos e manutenção, proveniente do capital investido. Faça um cálculo de quanto ela irá precisar para arcar com essas despesas iniciais. Por isso, defini-lo com base em sua realidade do plano de negócios é o melhor a ser feito.

 

Seja humilde nessa quantia

O começo nunca é fácil para nenhum empresário, mesmo que este esteja prestes a abrir uma média ou grande empresa. Por isso, priorize o básico nesse começo, buscando economizar ao máximo os gastos iniciais, ou seja, investindo em um valor mais baixo e suficiente no capital social. Esse valor inicial pode ser aumentado posteriormente, de acordo com novas necessidades. Leve em conta, principalmente, os gastos principais como:

• Taxas;

• Certificados;

• Documentos;

• Equipamentos;

• Capital de giro.

 

Divida a quantia

Se a sua empresa possui sócios, é preciso pensar quanto cada um deverá desembolsar para o capital social e estipular isso formalmente, ou seja, sobrescrever. Para essa definição, que é totalmente particular de cada empresa, converse com seus sócios. Vocês podem optar por dividir igualmente o capital definido ou dividir em porções desiguais em troca de força de trabalho, inteligência ou expertise de seus sócios.

 

Precisa de consultoria contábil para começar a sua empresa? Entre em contato conosco para conhecer nossos serviços e aproveite para realizar um orçamento: 

Depto. Financeiro 11 99455 6324

Dpto. Fiscal 11 99455 0763

Dpto. Contábil 11 95258 7533

Dpto. Pessoal 11 95258 7532

Dpto. Legal 11 99455 9851

Diretoria Comercial 11 99945 7063

Receba nossas últimas atualizações

Fique por dentro